Notícias

29 setembro 2020

Outubro Rosa 2020

OUTUBRO ROSA – DECLARE SEU AMOR POR VOCÊ MESMA!

OUTUBRO ROSA – DECLARE SEU AMOR POR VOCÊ MESMA!

 

 

            Todos os anos, em Outubro, toda a sociedade se veste de Rosa e se mobiliza em prol de ações de prevenção e de combate ao Câncer de Mama. Você saberia nos dizer o motivo pelo qual o mês de outubro é dedicado à Prevenção e ao Combate ao Câncer de Mama?

 

ORIGEM OUTUBRO ROSA – NO MUNDO

 

 A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade. No ano de 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas à prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa.

            A popularidade internacional do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o Câncer de Mama e estimula a participação da população, empresas e entidades e sociedade em geral. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes ao Câncer de Mama, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano, o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do Câncer de Mama.

ORIGEM OUTUBRO ROSA – NO BRASIL

 

            A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo – SP. No dia 02 de outubro de 2002 quando foi comemorado os 70 Anos do Encerramento da Revolução, o monumento ficou iluminado de rosa "num período efêmero" como relembra o secretário da Sociedade Veteranos de 32 - MMDC, o Coronel PM (reformado) Mário Fonseca Ventura. Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do Câncer de Mama, que com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos, iluminaram de rosa o Obelisco do Ibirapuera em alusão ao Outubro Rosa.

            Em maio de 2008, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama sediado em Santos – SP, em preparação para o Outubro Rosa, iluminou de rosa a Fortaleza da Barra em homenagem ao Dia das Mães e pelo Dia Estadual (São Paulo) de Prevenção ao Câncer de Mama comemorado todo terceiro domingo do mês de maio. Mas o principal objetivo era alertar para a causa do Câncer de Mama e incentivar as mulheres da região da Baixada Santista a participarem do mutirão de mamografias realizado pelo Governo do Estado de São Paulo.

             Em outubro de 2008, diversas entidades relacionadas ao Câncer de Mama iluminaram de rosa monumentos e prédios em suas respectivas cidades. Aos poucos o Brasil foi ficando iluminado em rosa em São Paulo – SP, Santos-SP, Rio de Janeiro – RJ , Porto Alegre – RS, Brasília – DF, Salvador – BA, Teresina – PI, Poços de Caldas – MG e outras cidades. O Brasil é mundialmente conhecido pelo seu maior símbolo, a Estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro-RJ. E pela primeira vez, o

            Em outubro de 2009, se multiplicaram as ações relativas ao Outubro Rosa em todas as partes do Brasil. Novamente as entidades relacionadas ao Câncer de Mama, a sociedade em geral se uniram para expandir a campanha.

           

VISIBILIDADE NECESSÁRIA

 

            Desde o início do movimento até os dias de hoje, todas as ações eram e são direcionadas à conscientização para a prevenção para se chegar ao diagnóstico precoce e para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações.

            A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. Surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

 

NOS DIAS DE HOJE

 

            Hoje, ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de Câncer de Mama), exposição de fotos, desafios do bem, campanhas, flashmobs, challengers, shows e lives beneficentes ganham cada vez mais espaço diante das redes sociais por meio de estratégias de Marketing Digital. Não diferente, sobretudo em tempo de pandemia, a SOS do Câncer prepara para um Combo de novidades para divulgar o Outubro Rosa falando de prevenção com consciência, responsabilidade e muita criatividade.

 

MÍDIAS TRADICIONAIS

 

            Neste mês também é grande a visibilidade que os canais de rádio e de tv assim como jornais dão por meio de matérias com o objetivo foi chamar a atenção da sociedade para o Mês de Prevenção e de Combate ao Câncer de Mama.

 

COMO PREVENIR?

 

         O câncer de mama é a neoplasia maligna mais frequente nas mulheres e a mama, por fazer parte da identidade feminina, faz com que essa doença seja a mais temida para a maioria das mulheres.

 

          Quais seriam os sinais ou sintomas que o corpo emite colocando as mulheres em estado de alerta?

 

            Um dos possíveis sintomas palpáveis do câncer de mama é o surgimento de um nódulo, de tamanho variado, geralmente fixo, podendo ou não ser acompanhado de dor. Nem sempre é possível notar o surgimento de um nódulo. Muitas vezes pode ocorrer apenas uma alteração do mamilo como inversão ou secreção mamilar sanguinolenta, alterações na pele como ulceração e espessamento; pode ocorrer vermelhidão e calor local, levando a mama a apresentar um aspecto que se assemelha muito à casca de laranja.

            A mamografia continua sendo uma das ferramentas mais efetivas para a detecção precoce. As mulheres entre 40 e 44 anos têm a opção de iniciar o rastreamento com uma mamografia anual; entre 45 e 54 anos as mulheres devem realizar mamografia anualmente e aquelas com 55 anos ou mais podem fazer uma mamografia a cada 2 anos ou podem optar por manter a realização do exame anualmente.

 

 

 

FATORES DE RISCO?

 

  1.  Idade – o risco para o câncer de mama aumenta com a idade.  A incidência é maior após os 50 anos; no entanto, cada vez mais observamos o surgimento em mulheres mais jovens, com menos de 40 anos.
  2. História familiar – a maioria dos casos de câncer de mama, curiosamente, ocorre em mulheres sem história familiar, menos de 10 % dos casos da doença são hereditários.
  3. Estilo de vida – estudos têm demonstrado que obesidade, tabagismo, sedentarismo e reposição hormonal na menopausa, estão relacionados com aumento na incidência.

 

            Outros fatores de risco como menarca precoce (primeira menstruação antes dos 12 anos) e menopausa tardia (após os 50 anos) e mulheres que não tiveram filhos, podem apresentar um maior risco.

            O câncer de mama não é uma doença inevitável. As mulheres têm mais controle sobre a doença do que pensam. Tudo o que fazemos desde o momento em que acordamos, do que comemos e bebemos, exercitamos ou não, é um fator que pode ligar ou desligar os interruptores genéticos em nosso corpo, inclusive aqueles que podem levar ao câncer. Os estudos já provaram que o risco para muitos tipos de câncer, incluindo câncer de mama, pode ser reduzido ao viver um estilo de vida saudável. Segundo o INCA, em projeção feita para o próximo triênio feita em Abril deste ano, em se tratando do Câncer de Mama em Mulheres, a projeção é de 66.280 novos casos.

 

            Dessa forma, mudar hábitos de vida como instituir uma alimentação saudável, não fumar, restringir consumo de álcool, exercitar-se regularmente, controlar o peso e reduzir o stress são medidas simples que cada uma de nós pode fazer agora. Seja qual for a sua idade, “Declare seu amor por você mesma”!

 

 

 

 

Redação: Setor de Projetos SOS do Câncer

 

Fonte: 

www.inca.gov.br

www.komen.org

www.outubrorosa.org.br

www.pink-october.org

Escritório central:

Rua Rio de Janeiro, 1050 sala 101 - Centro

Divinópolis - MG Tel.: +55(37) 3512-4600

Telemarketing:

Rua Rio de Janeiro, 1050 sala 101 - Centro

Divinópolis - MG Tel.: +55(37) 3512-4600

Centro assistencial:

Rua Rio de Janeiro, 1050 - sala 102 - Centro

Divinópolis - MG Tel.: +55 (37) 3512-4600

TELEDOAÇÕES: (37) 3512-4600